Entendendo a Síndrome do Ovário Policístico

Muitas mulheres sofrem com a Síndrome do Ovário Policístico (SOP) sem saber a real causa dos seus sintomas. Mulheres que passam a vida inteira sem uma solução para os seus sintomas e que quando descobrem vários aspectos de sua saúde possuem alterações.

Segundo um estudo publicado pela Biblioteca Nacional de Medicina dos EUA – Institutos Nacionais de Saúde, cerca de 70% das mulheres com a Síndrome do Ovário Policístico (SOP) não foram diagnosticadas e desconhecem os sintomas.

Mas afinal, o que é a Síndrome do Ovário Policístico? Quais suas causas e como funciona o tratamento? Acompanhe o artigo até o final que iremos abordar todas as questões, indicando as soluções.

O que é Síndrome do Ovário Policístico?

A Síndrome do Ovário Policístico (SOP) nada mais é que um problema nos hormônios femininos. Este problema afeta as mulheres durante seus anos férteis, que vai dos 15 até os 44 anos. Cerca de 26,7% das mulheres possuem a SOP nessa faixa etária.

Além de afetar os ovários femininos, a SOP atinge os órgãos reprodutores responsáveis pela produção de estrogênio e progesterona. Esses hormônios são os reguladores do ciclo menstrual.

Os ovários possuem outro papel importante, pois acabam produzindo uma pequena quantidade de hormônios masculinos denominados andrógenos.

Os ovários permitem a liberação dos óvulos para serem fertilizados pelo esperma masculino e a liberação de um ovo a cada mês é chamada de ovulação.

ovário policístico

Sendo assim, a SOP é uma síndrome ou um grupo de sintomas que afetam os ovários e a ovulação, tendo como sintomas 3 características:

  • Cistos nos ovários.
  • Períodos do ciclo menstrual irregulares ou ignorados.
  • Altos níveis de hormônios masculinos.

A palavra policístico significa “muitos cistos”. Ou seja, na SOP pequenos sacos cheios de líquido se desenvolvem dentro dos ovários. Esses sacos de líquido são folículos e cada um contém um ovo imaturo.

Acontece que esses folículos nunca amadurecem o suficiente para que ocorra a ovulação e a falta da ovulação altera os níveis de estrogênio, progesterona, FSH e LH. Com isso acontecendo, os níveis de estrogênio e progesterona caem a um nível muito abaixo do normal.

Enquanto que esses níveis estão baixos, os níveis de andrógeno aumenta, ficando acima do habitual e os hormônios masculinos extras atrapalham o ciclo menstrual, por este motivo as mulheres acometidas pela SOP possuem ciclos menstruais mais curtos, irregulares ou ignorados.

Quais os sintomas da Síndrome do Ovário Policístico?

ovário policístico

Em resumo, a Síndrome dos Ovários Policísticos afeta mulheres durante os anos férteis. Além disso, envolvem como suas características cistos nos ovários, bem como altos níveis de hormônios masculinos e períodos do ciclo menstrual irregulares.

Mas, quais são todos os sintomas da SOP? Podemos dizer que as mulheres começas a sentir os sintomas por volta do primeiro ciclo, porém só descobrem que possuem SOP depois de ganhar muito peso ou enfrentarem problemas para engravidar.

Conheça os principais sintomas:

  • Acne: Com o aumento dos hormônios masculinos, a pele pode tornar-se mais oleosa que o normal, produzindo a acne em áreas como rosto, peito e na parte superior das costas.
  • Ganho de peso: Cerca de 80% das mulheres com SOP estão acima do peso ou até mesmo obesas.
  • Escurecimento da pele: Manchas escuras na pele poderão aparecer em alguns pontos do corpo, tais como pescoço, virilha, seios e nos vincos do corpo.
  • Dores de cabeça: Com as alterações hormonais as dores de cabeça poderão ser desencadeadas na maioria das mulheres.
  • Sangramento intenso: No período do seu ciclo menstrual o fluxo de sangramento poderá ser mais intenso que o normal. Isso ocorre porque o revestimento uterino se acumula por um período mais extenso de tempo e quando ocorre é mais pesado.
  • Períodos irregulares: Com a falta de ovulação, o revestimento uterino fica impossibilitado de se desprender todos os meses, por este motivo muitas mulheres possuem ciclos irregulares.
  • Queda de cabelo: Os cabelos do couro cabeludo ficam mais finos e acabam caindo.
  • Resistência à insulina: A obesidade é uma das principais causas de resistência à insulina, o que pode agravar para uma Diabetes tipo 2.

Qual o Tratamento Médico Para a Síndrome do Ovário Policístico?

Bem, antes de falar sobre o tratamento da SOP, precisamos abordar rapidamente sobre como é realizado o diagnóstico. Normalmente a SOP é identificada em mulheres com pelo menos dois ou três sintomas, entre eles:

  • Altos níveis de andrógeno.
  • Ciclos menstruais irregulares.
  • Cistos nos ovários.

Além disso, o médico irá fazer uma série de perguntas, desde se você percebeu sintomas como acne, crescimento de pelos no rosto e corpo e sobre seu peso. O médico também irá realizar um exame pélvico e procurar problemas nos ovários ou em outras partes do trato reprodutivo.

Mas, não para por aí. Para ter certeza absoluta do diagnóstico, o médico ainda irá solicitar exames de sangue, para verificar os níveis de hormônios masculinos, colesterol, insulina e triglicerídios, dessa forma ele vai avaliar os riscos para doenças cardíacas e diabetes.

Para finalizar, o especialista irá solicitar um ultra-som, e através de ondas sonoras será possível identificar folículos anormais e outros problemas no ovário e útero.

Tratamento Médico Para a Síndrome do Ovário Policístico.

Agora que você entendeu todo o processo para diagnosticar a SOP, iremos explicar como funciona o tratamento para o mesmo. Normalmente, o tratamento consiste na utilização de anticoncepcionais e outros medicamentos que auxiliam a regulação do ciclo menstrual.

Esses medicamentos poderão auxiliar também no alívio de alguns sintomas, tais como a perda de cabelo e controle da acne.

A cirurgia só será uma opção, para mulheres que realmente não obterem melhora na fertilidade com a utilização dos outros métodos de tratamento. Em resumo as pílulas anticoncepcionais e alguns medicamentos ajudam a recuperar o ciclo menstrual.

Quando você deverá procurar um especialista?

  • Se você perdeu vários períodos do seu ciclo menstrual e não estiver grávida.
  • Identificou um crescimento acima do normal de pelos no rosto e no corpo.
  • Está tentando engravidar há mais de 12 meses, sem sucesso.
  • Possui sintomas de diabetes, tais como sede ou fome em excesso, bem como perda de peso inexplicável e visão turva.

Caso você realmente possua SOP, é necessário realizar visitas regulares ao seu médico, bem como testes regulares para verificação dos níveis de diabetes, pressão alta e outras possíveis complicações.

Existe algum tratamento diferente para SOP?

Com o programa Saúde Eficaz, do Instituto Aleema você terá um acompanhamento diferenciado dos métodos convencionais. A Dra. Nazira (CRM 1787 MS) possui mais de 30 anos de experiência na área médica.

Ela desenvolveu um programa voltado para quem deseja restaurar a sua saúde através de métodos naturais e econômicos. Ao longo do programa, o paciente vai descobrir recuperar o seu organismo dos desequilíbrios metabólicos que causam doenças crônicas.

Não apenas isso, mas durante o programa você vai aprender como equilibrar suas emoções, bem como descobrir como se blindar contra doenças crônicas não transmissíveis.

Mas, sabe qual o maior benefício deste programa? É aprender tudo isso em grupos, estes nomeados como “Comunidades de Autocuidado”. Sendo assim, você terá motivação e entendimento do que está sentindo, pois todos irão trocar experiências juntos.

Clique AQUI para ser direcionado para a página de explicação do Programa Saúde Eficaz e inicie uma mudança de hábitos em sua vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui